Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2011

desabafo

sou essa a teus pés pedinte
tapete de poemas onde deitas rolas
essa que te sustenta com uns versos meia-boca [os que comes cospes fora]
sou essa a teus pés disposta
vira-me do avesso dilacera-me os pedaços goza em meus restos faz-me pasto
pisa-me [poesia] que eu me arrasto

valéria tarelho * poema publicado no extinto "impura poesia"

empírico

te toma de
assalto. rouba
teu íntimo. sopra
no início. suga
no último
ato.

tem um quê de
fome. é fúria.
regojizo.

te faz carícias.
inflama. é artifício
da alma
humana.

é divino. abstrato.
e vês. acolhes
nos braços.

é amor. te
mata
de.


valéria tarelho

protesto

trame contra sinais de perigo
apague os pingos dos cílios
abrace a consequência sem trema
rasure a ânsia da redundância
esqueça as aspas em pausa
excite asas
exercíte o bíceps da metáfora
risque todo hífen que ainda insiste
troque o itinerário dos pontos fracos
cometa um atentado poético
ultrapasse de frase
a cada sinal de se
pare


valéria tarelho

*imagem via Google

agende-se

Livro da Tribo 2012/20123

Agendas bianuais, recheadas de poesia e bom-humor. Garanta a sua, para um ano mais feliz :)
Modelos disponíveis AQUI



top 100

A desavisada aqui acaba de saber que seu blog está entre os Top 100 finalistas, do Topblog 2011.

A votação do segundo turno teve início em 22.10 e encerra em 22/11, vamos correr atrás do prejuízo?
Quem curte o 'textura' e quiser dar uma ajudinha, clique no selo ouvote no link abaixo [usando o e-mail - lembrando-se de confirmar a mensagem para computar o voto - ou twitter].

Beijos agradecidos, especialmente aos que votaram no primeiro turno :)

http://www.topblog.com.br/2011/index.php?pg=Busca&c_b=3413301

enrolação

vá "sifu"

- disse a pedra
a sísifo -


valéria tarelho
* cartoon de Hugh Macleod

bélico horizonte

tens meus mapas
minhas senhas
palavras secretas

                                 sabes de cor as manhas
                                 desta terra velha
                                  [de guerra]

campo paulista
que cultivas
plantando minas

                                 [e outras manias
                                 ge[ne]rais]



valéria tarelho

comedida

engole sapos
tem papas na língua
em um ataque de modos
respira fundo (...)




continua no poema curta-metragem

nevermore, amor

meu olhar centelha sua cegueira ofusca
sem chance/choice de futura chama

valéria tarelho
*imagem: Nevermore, de Francesca Crescentini, inspirada em E.A. Poe

ins_pirações

Poema de Ricardo Mainieri, inspirado em meu EM CAPS


Esc

Fui tirado
de sua vida
com um Ctrl+alt+Del.


Jamais desisti
sua ingrata.


Você ainda
vai ter um tilt.


Vai fazer download
de meu amor
com cópia de segurança.




Ricardo Mainieri





EM CAPS

del me com quem andas                          QUE TE DIREI                          QUEM ESC


valéria tarelho *publicado no Livro da Tribo 2012


*imagem daqui