Pular para o conteúdo principal

amor em pedaços

Nicolle cresce...



...o poema permanece.


feliz dezenove, docinho!

Comentários