Pular para o conteúdo principal

uma palavra

amor é brasa
que a mágoa
apaga

mas não mata

para reavivar
a chama
meio poema

basta



Valéria Tarelho

Comentários

Anônimo disse…
Boa de lábia!

Val, como faço pata adquirir o seu livro?

H
valéria tarelho disse…
Henrique???


Eu ainda tenho alguns exemplares (quase acabando), por enquanto pode adquirir comigo com dedicatória (rss) ou na loja virtual da Penalux.
Comigo 35,00 com tx.de.correio inclusa

Na loja 40,00 + frete

Beijo
Tão breves poemas nos conduzem à eternidade.
Breves poemas mas de uma belíssima infinitude...
Kar Dyle disse…
Adoro essas gotícula s de harmonia que sua poesia oferece.
Anônimo disse…
Feliz Universário
Com a felicidade sempre presente em seus dias e noites.
valéria tarelho disse…
Grata, Kar Dyle!
O blog está desatualizado, vou tentar inundar isto aqui com poemas. Grande abraço!!
valéria tarelho disse…
Antecipou dois dias, mas ao menos lembrou que os melhores nasceram em abril de 62, sob o signo de touro.
Parabéns, já em maio, mas o é o tempo, senão algo inventado para sentirmos saudade?