leitores via feed assinar feed do blogassine textura por email

29 dezembro, 2015

ancoragem

por valéria tarelho em , , ,

Eu poderia desistir agora, enquanto ouço os conselhos do mar, nesta concha em que me encontro.

Assim que o som do meu instinto estancar, será tarde. Será sem resgate. Será noite, em mim, no instante que parar de escutar este imenso mar de dentro.

Enquanto houver sussurro, repetindo, em ondas: vá, deixe, esqueça...haverá coragem.

Enquanto houver acústica, haverá tempo percorrendo o labirinto, dizendo: corra, siga em frente, não pense, não pare.

Estou por um quase.


valéria tarelho

Bookmark and Share

Nenhum comentário: