leitores via feed assinar feed do blogassine textura por email

19 novembro, 2015

Pousada

por valéria tarelho em , , ,



É por teus olhos [amêndoas] que os meus [cocoa] amanhecem. E, quando te vejo, o desejo escoa [em jade]. Serpenteia. Em Ondas. Transborda suas tantas transparências.

Tenho sempre uma [lág]rima pronta, a tua espera. E um riso de canto de boca, que se alarga a tua chegada.

É por teus olhos de ontem que os meus de outrora adormecem. Quando o corpo se veste, a boca se despede. E a espera hospeda em meu olho - espelho - o teu melhor ângulo.

Bookmark and Share

Nenhum comentário: