leitores via feed assinar feed do blogassine textura por email

19 novembro, 2015

dos caminhos

por valéria tarelho em , , ,



entre o teu
e o meu
travesseiro
há uma
estrada
interditada

[com entrada
e travessia
proibidas]

amor
é este
atalho
em obras
que estamos
t[r]ocando

com as próprias palmas
o suor dos corpos
o sal das lágrimas

minhas palavras
somadas
a teus gestos
concorrendo
contra o tempo
ao preço de
almas
'superfraturadas'

[ tudo compensa
se vez e quando
meu travesseiro
é o teu peito]


valéria tarelho

Bookmark and Share

Um comentário:

Anônimo disse...

sem pressa,
sem preço.


vVv