leitores via feed assinar feed do blogassine textura por email

19 agosto, 2015

quartas

por valéria tarelho em ,

quanto cabe de sonho em uma quarta-feira? qual a cota de paixão que a quarta trouxe em suas mangas? como uma matrioska, quantas ideias [novas e velhas] ela comporta?

a quarta-feira transita entre a indiferença da segunda e a euforia da sexta. é o meio-termo da semana, o ponto em que a esperança se equilibra.
vamos vivê-la, ainda que mansa. mesmo que tépida.

amanhã, quinta, aquecemos as turbinas.


valéria tarelho

Bookmark and Share

2 comentários:

Anônimo disse...

Fiel... (de balança).
Extra observadora.
Afiada.



vVv

valéria tarelho disse...

como digo aí em um poeminha que nem lembro direito (está em uma Tribo):

nem sereia
nem sarada
mas com a língua
afi[n]ada

:)