leitores via feed assinar feed do blogassine textura por email

02 novembro, 2013

inconcebível

por valéria tarelho em



morrendo
para que lado voam
os versos
que não ventei

as versões
do ser que somo
em quais corpos
serão sopro

[com que voz
soarão meus ais
quem os motes
assombrarão
dias e noites  ]
             ?
morte é poema
escrito logo
ao conceber


valéria tarelho
Safe Creative #1311059079916
* imagem: tipografia ampulheta, de Paloma Martins

Bookmark and Share

Nenhum comentário: