leitores via feed assinar feed do blogassine textura por email

24 setembro, 2013

sopro

por valéria tarelho em , ,

já que a morte
chama
arder ainda
em vida

belo dia
tudo finda
em cinzas


valéria tarelho

Bookmark and Share

2 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Amiga Valéria, abriste as comportas poéticas e nos presente-as com vários poemas de uma só vez.
Um abração. Tenhas uma boa noite.

Anônimo disse...

a vida chama
fênix da aurora

o dia é sempre
a hora é agora.

e vc é tudo... e muito mais.



virall