leitores via feed assinar feed do blogassine textura por email

23 outubro, 2011

resumo da ata

por valéria tarelho em , , ,

que o novo rompa
a casca do óbvio
e o poema gema às claras

o pio arcaico que canta de galo
não me leva no bico

 valéria tarelho

* poemito nascido de uma longa "cacarejada" no status [Facebook] de Paulo de Toledo , O cara das ideias mais antenadas!
** frase que deu origem a outras tantas e provocou o 'resumo da ata': 

 POESIA É BOTAR ÓBVIO SEM CASCA
 [paulo de toledo]


~> e, por falar em ovo, um poema lá dos idos de 2004/05:

n'ovo

Bookmark and Share

3 comentários:

Fel disse...

De tanto beber por aqui - gemadas até.
Decidi vomitar por ali:

http://f-clandestina.blogspot.com/2011/10/via-lactea.html

Daniela Delias disse...

A-d-o-r-o!!!
Uma graça de poema, Val!
Bjoo!

MIRZE disse...

LINDO!!!!!

Achei você sem querer. Ganhei o dia e um ovo blindado!

EXCELENTE!

Beijos

Mirze