leitores via feed assinar feed do blogassine textura por email

23 novembro, 2010

azul que não há

por valéria tarelho em , , , ,

"E aquela num tom de azul
Quase inexistente, azul que não há
Azul que é pura memória de algum lugar"


pintura: Beneath the Sargasso Sea - Henry Powers


a seda azul do papel que envolve a maçã 


topázio esse seu olho pedra úmida. lápis-lazúli. safira. água-marinha. impreciso humor de gemas. ímã que me suga via íris.  
sonho oceanos. voo céus. viajo bocas. anos-luz em sua busca. 
rastejo por um beijo que tivesse um blue. serpenteio anis delicadezas.
velvet. organza. voal. papel de seda. um toque tafetá. turquesa.
wide sargasso sea. deseo piscina. sede hortência.
à ana c : ceda.
sangre azul.


valéria tarelho
Safe Creative #1104088929303

* os trechos um beijo que tivesse um blue e wide sargasso sea foram retirados de poemas de ana cristina cesar, do livro 'a teus pés'.
** impreciso humor de gemas - os olhos de meu pai, que eram, ora azultodosostons, ora verde-água, conforme o humor.
*** deseo : o perfume do texto.
**** título a la caetano.

"E o céu de um azul
Celeste celestial"

Caetano - Trem das Cores

Bookmark and Share

6 comentários:

sidnei olivio disse...

E o dia se tornou mais azul... beijo.

Ricardo Mainieri disse...

Um turbilhão de novidades para homenagear Ana C.
Aquela desconstrução mesclada com a contemporaneidade que tanto aprecio.
Você não é aluna Val, mas nesta poesia tirou nota dez.


Beijão.

Ricardo Mainieri

Dilmar Gomes disse...

Para celebrar a beleza dos opostos sugeri a mim: reler teu ouvindo Danubio azul.
Amiga, um gande abraço envolto com a chama azul do amor.

valeria soares disse...

Mergulhei nessa imensidão azul!
Adorei.

valéria tarelho disse...

'o amor é azulzinho'
obrigada e um beijo blue :)

Lego disse...

Lembra João Bosco, apesar do título... pedras, mar, cores, sabores. Ótimo!