leitores via feed assinar feed do blogassine textura por email

14 maio, 2009

Poema Dia - 14

por valéria tarelho em

hoje tem post novo, mas lá no Poema Dia.
exagerei na dose e postei três poemas inéditos, de uma série ainda em andamento (onde andamento é algo muito lento ;)).

segue a primeira estrofe de cada poema:

poema 1


na ânsia do en_
lace dá-se
alucinante lance
(...)


poema 2


nuca ao alcance
das presas prontas
(...)


poema 3


a língua domesticada
estirada lambe
[lava lava lava]
(...)


visite, comente, compartilhe com os amigos [da onça, inclusive].

aguardo você no Poema Dia <~ aqui, gatinho; aqui, gatinha!

Bookmark and Share

Um comentário:

Anônimo disse...

...é de uma inteligência poética, algo assim como uma Einstein no enxadrismo das palavras, faz o aparentemente óbio ficar único.

Viral.