leitores via feed assinar feed do blogassine textura por email

01 abril, 2009

de quatro

por valéria tarelho em ,

amo céu de abril, os tons óbvios do outono, as vitrines exibindo um quê de inverno.
amo meu [sóbrio] inferno astral e seus sábios mistérios.

Bookmark and Share

6 comentários:

valéria tarelho disse...

As Cores de Abril
Toquinho e Vinicius

As cores de abril,
Os ares de anil,
O mundo se abriu em flor.
E pássaros mil,
Nas flores de abril,
Voando e fazendo amor.

O canto gentil
De quem bem te viu
Num pranto desolador.
Não chora, me ouviu,
Que as cores de abril
Não querem saber de dor.

Olha quanta beleza,
Tudo é pura visão
E a natureza transforma a vida em canção.
Sou eu o poeta quem diz:
Vai e canta, meu irmão,
Ser feliz é viver morto de paixão.

===

em abril, "abracadabro-me"
:)

daufen bach. disse...

Olá Valéria,

te conheci no "poema dia" e vim te visitar. Prazer, eu sou o daufen bach. (assim minúsculo mesmo).

Que bonito espaço possuis e, que poesia encantadora, magnifica!

Parabéns a ti!

abraços.

daufen bach.

Adriana disse...

é abril, e as folhas quase que se abrem para caírem ao chão...outono florido.sua poesia, mesmo assim, miúda, é linda.

Imoderada disse...

Querida,

eu costumo dizer que começo a viver em março e entro em estado de stand-by em novembro. E o cheiro maravilhoso que os dias têm, quando não é verão! A luminosidade mágica dos fins de tarde!
Espero que o inferno astral passe logo e seja substituído por um quê de paraíso na terra.
Beijos

Renata de Aragão Lopes disse...

Olá, Valéria!

Já lhe agradeci, no Poema Dia, pelo gentil envio de um exemplar do jornal "O Casulo". Adorei!

Agora, venho contar que tomei a liberdade de inserir Textura, entre os links que aprecio, no meu blog recém-criado: http://docedelira.blogspot.com/

Grande abraço.

Compulsão Diária disse...

Esse céu de abril ___________________________seu

dá a sensação do meu.
coicidências.______________mas não é meu inferno astral é só céu