leitores via feed assinar feed do blogassine textura por email

15 janeiro, 2009

muito além dos telhados

por valéria tarelho

em minhas noites
par[a]das
todos os caras-pálidas
que pintam no pedaço
miam [camuflados]
que me amam

eu - escaldada -
não emito
um pio


valéria tarelho




nelly furtado - I'm like a bird

Bookmark and Share

8 comentários:

Adriana disse...

o silencio é uma boa estratégia, rs

Mari Vilani disse...

Hahah, boa!Amei!!

Bjus!!

Ass: Mais uma medroza no pedaço! :D

Guto Leite disse...

Que humor fino, querida! Poesíssima!

Adriana disse...

e se for verdade? rs...mt bom como sempre! ( e aqui no seu pedaço vc pode piar)

Nathália disse...

Sou antenada em poesia (não por acaso, trabalho como assistente editorial do poeta Ulisses Tavares, conhece?), visitei seu blog e gostei muito.

Olha, se puder, dá um toque para seus blogueiros e amigos olharem o site que gerencio:

www.ulissestavares.com.br

Sempre tem poesia nova lá e os visitantes concorrem a um livro autografado toda semana.

Sem burocracia e sem despesa alguma. Basta clicar no site, enviar um e-mail e concorrer.

Grande beijo e continue no caminho da poesia que o mundo precisa disso

rogerio santos disse...

ave de rapina
quando não pia,
é fria !!!

salve-se quem puder !

hehehehehe


beijo
Rogerio

(l' excessive) disse...

Amei o "muito além dos telhados"
Maravilha!

Compulsão Diária disse...

Vc é ótima. Excelente. uma mistura fina de poetisas modernas e divertidas : Ledusha, Marta Medeiros, Flora figueiredo.
Espero que vc não se aborreça com comparações. Eu não sei gostar sem lembrar e fazer analogias. Um estilo de que gosto muito e pretendo seguir.
Não quero ser pesada. Mas, ainda aprendiz, não encontrei meu tom.
Parabéns Valéria. Por tudo.