leitores via feed assinar feed do blogassine textura por email

20 novembro, 2006

verso livre

por valéria tarelho



porque poesia
com porquê
cumpriu seu mister
em poucas linhas

no mínimo
cresceu o menino dentro
ao máximo [lato sensu]

foi ser o centro
[estrito]
do universo

partiu em corpo
está em espírito
escrito em [cada] canto
no [semi]breve encontro
conto-poema-canção

nel etéreo
eterno nel
até

[três pontos]


ao nel meirelles
aqui, ali, em melhor lugar,
meu mais reticente [incô]modo
de dar-te a deus.

valéria tarelho
[p.s.: amigo, onde quer que vá: poesia nelles]

Bookmark and Share

9 comentários:

Anônimo disse...

Linda homenagem, Valéria.
Com certeza tua poesia atingiu as estrelas onde ele deve estar habitando.
Beijo.
Isabella Benicio

Anônimo disse...

Não o conhecia, mas era teu amigo. Então sei que foi uma grande perda prá gente que ficou.

Viral...

vαℓéя!α tαяeℓhσ disse...

Nel Meirelles, por Nel Meirelles:

" Nascido em Pernambuco, criado pelo mundo afora. Esse sou eu. O resultado exato do que vivi.

fiz do ato de escrever a ponta do meu iceberguezinho particular. descasco as palavras sem piedade. cavo e recavo e revolvo a poesia que vejo nas coisas e faço dela não a inquietude ou o caos, mas a ordenação do meu próprio ato de viver."


~> um e-book com seus poemas foi organizado em junho/06 pela poeta Angela Lara e pode ser baixado no link a seguir:

E-book - Nel Meirelles

Ana disse...

Foi um adeus inesperado, confesso.

Como um relâmpago.

Nunca se sabe.

Ricardo Mainieri disse...

Val :

Domingo à noite fiquei sabendo da morte do Nel.
Senti como um soco no plexo solar, exatamente onde se dá a divisão entre os chacras inferiores e superiores...
Pensava em conhecê-lo no Rio.Inclusive, num encontro que tive com a Clauky Saba, perguntei por ele.Ela disse-me que ele não viria...
Mas, a poesia dele fica.
Assim, como tua bela homenagem.

Beijos.

Ricardo Mainieri

Andréa Motta disse...

A minha tristeza é tão grande
que ão cabe em nenhuma palavra.

mirella disse...

Eu ainda to tentando superar a tristeza e a dor que soca a boca do meu estomago... Fiz uma página no meu site com a ultima postagem que ele mandou p/ o blog.

"Pessoas ( como o NeL ) não morrem, ficam encantadas" ... e se mudam para o céu... onde tudo REALmente é poesia.

Linda homenagem a sua Val.

Nos conhecemos através dele ...
Ou o conheci através de vc?
nao sei ... que bom te-los encontrado!

Que pena ele ter partido ...
TODOS PARTEM SEMPRE CEDO DEMAIS!
MUITO CEDO, cedo demais... partem ...


1bjo,

Clauky Saba disse...

vai lá! o movimento começou hehehe

http://anel-de-saturno.blogspot.com

poeta[]s

clauky

Alessandra Espínola disse...

Também fiquei triste e pasmada durante dias e ainda engolo a seco, um troço agarra na garganta e me emociciono sempre que vejo/leio um getso de afeto público tão lindo como esse... grande poeta deixou nos com um tesouro eterno, que é sua alma! Eu acho você maravilhosa, amo seu trabalho, sempre fiquei tímida de comentar isso, mas a vida é uma breve_idade... você sempre me toca profundamente! Um beijo, Alessandra