Pular para o conteúdo principal

parabeijos!



aline
ali
se_
ria

seria
lia
se
aline
séria

aline
seria
alice
se
menina
mulher
sereia
aline
fosse

alice
seria
aline
se
estrela
pudesse

pois
aline
é lume
:
sublime
poema
meu

teu nome
próprio
- aline -
fui eu
que dei

teu brilho
cósmico
- nine -
foi toque
de deus

aline
ali
se
nine

aline
onde
lia_
se
céu


valéria tarelho

aline , filhona, que hoje completa 23 anos.
minha primeira boneca nasceu loura, com grandes olhos azuis. é tão camaleoa que a natureza, num presságio, os tornou verdes antes que ela, insatisfeita, recorresse a outros meios. já teve cabelo azul, vermelho, laranja..tem tatoos e piercings. é única! uma rosa azul no meu jardim, amada nos mínimos detalhes, até nos que discordamos.

Comentários

Anônimo disse…
Val, querida. Receba um forte abraço pelo vigessimo terceiro aniversário da Aline. Parabéns a você por esta menina -mulher linda, Felicidades , amor, Paz, saúde a ela.

Lindo poema a Aline!

Beijão

Andréa Motta
Ana disse…
Parabéns para (e pela) filhota!

E também pelo flashback "beijo no asfalto"! Muito bom!

bjs
Wilson Guanais disse…
olá, eu pedi um e acabei levando outro (poema seu)que tambem me encantou.
ta lá no outros poemas.

abraço
Nilson Barcelli disse…
Vim aqui por ver um poema seu no blog do Wilson Guanais.
Apesar de português, eu aprecio imenso inúmeros blogs brasileiros com poesia, como é o seu caso.
Embora tivesse lido pouco, gostei do que você escreve. Não admira, por isso, que tenha poemas seus publicados em livro.
Voltarei com mais tempo para continuar a ler.
Boa semana, beijinhos.
Nilson Barcelli disse…
Esqueci-me de dizer...
Parabéns à Aline (tenho um filho que fez 24 há dias...). É muito bonita.
Olá.
De jardim tão rico nem se estranha rosa azul.
Parabéns à Aline. Que bons ventos acariciem sempre suas melenas, não importa de que cor estejam...
Obrigada, pessoal!

Andréa, Ana, Vinícius, amigos queridos que conheço de outros carnavais, desculpem a falta de contato, estou com problemas de saúde na família, mas logo visito vocês!

Nilson, novo amigo de além mar, obrigada e quando possível, confira os arquivos (há eras)...tem coisinha melhor por lá ;)

Wilson, valeu a divulgação, outro dia estive no blog do Ricardo Mainieri (que recentemente também publicou um "poemeu") e vi você por lá. Me aguarde nos outros poemas!

Beijos!
Pituco disse…
Valéria,sem dúvida,Aline é teu melhor verso mutante...parabéns...namaste
Obrigada, Pituco!
Qualquer dia vou postar a foto de uma tatoo que ela tem nas costas, só para dar uma idéia dos sustos que ela me dá ;)
Aqui no bairro a chamam de Aline azul, por causa da época em que o cabelo era azul-mamãe-não-me-perca-no-escuro (aí no Japão parece que a garotada usa cabelos coloridos, mas aqui no interior (e isso foi há uns 6 anos) é de se espantar).

Beijo!
julinho disse…
Eureka!
Me sinto também poeta...a ti me igualei. Melhor não seria!
23 anos filha tenho.
Parabéns a vocês
Julinho, vamos ver se essa igualdade permanece...daqui há uns dias outra filha apaga as "velhinhas" ;)

Tem que ser muito poeta para acompanhar meu pique..rs

Beijo!
Anônimo disse…
VOÇÊ E MUITO LINDA, MERECE MUTAS MARAVILHAS DO MUNDO.
ep-garcia@uol.com.br
itaobim-mg
Rodrigo disse…
Te achei na net por mero acidente, mas na primeira poesia já virei teu fã, e também tenho um versinho: "batatinha quando nasce se esparrama pelo chão menininha quando dorme põe a mão no coração"