leitores via feed assinar feed do blogassine textura por email

27 agosto, 2006

à unha

por valéria tarelho

uma dose
de minúcia
: cisco asterisco pulga

coisa mínima
que [no mínimo]
coce a vista
belisque a língua
atice o tímpano

: preciso

poema
sem cílios postiços
sem mamão com açúcar
que salte sugue sangre
soe sem ruído

: persigo


valéria tarelho

Bookmark and Share

2 comentários:

Anônimo disse...

...nesta textura, a unha que entranha a linha (ou as pautas) são como varas de condão.

vαℓéя!α tαяeℓhσ disse...

como já disse william carlos williams:

O POEMA

Tudo está
no som. Uma toada.
Raramente uma canção. Devia

ser uma canção - feita de
minúcias, vespas,
uma genciana - algo
imediato, tesoura

aberta, olhos
de uma dama - despertando
centrífuga, centrípeta.

(tradução de josé jino grünewald)


essa, a magia.