leitores via feed assinar feed do blogassine textura por email

29 julho, 2006

das sutilezas

por valéria tarelho

temos um modo
próprio
de nos tocar

toque
nem sempre
físico

estímulo
contudo
químico

bombástico
jeito atípico
de agitar
o átimo

poético
aspecto tátil
ao tanger
o íntimo
e atingir
o núcleo
:
oculto
no concreto
translúcido
no abstrato

tatuado
no espaço gráfico
nosso [im]pacto

com tato
com tanto
trato

tácito
como de hábito


valéria tarelho
* há um sujeito oculto
em minhas pressas e rações diárias.
à poesia que emana dele,
meu olhar suspeito
[preso em flagrante deleite].

** soundtrack:
apenas mais uma de amor - lulu santos

"deixo assim ficar subentendido"

Bookmark and Share

Um comentário:

Jalves disse...

Prescutando o horizonte, como o que nunca encontra, une o lá longe de azul, com farripas de branco núvem.

Voltarrei a passar!

Um abraço deste lado do mar.