leitores via feed assinar feed do blogassine textura por email

31 março, 2006

há sombra

por valéria tarelho

alvoreço
anoiteço
"zumbizo"
:
nenhuma surpresa
me pega
de improviso

nenhum palpite
atinge o poente
no hiato da noite
nenhuma ponte

inexiste horizonte
plano crástino
destino sísmico

não há
mísero efeito
mínima causa
o menor movimento

no ar
[noir]
nenhum porvir
excêntrico

nenhum mistério
me leva a sério
[affonso]
a ponto de aprontar
assombros

valéria tarelho
(à sombra dos Assombros de Affonso Romano de Sant'Anna )

Bookmark and Share

2 comentários:

Marvin disse...

Tô mudo :|
senti Sol idão.

Anônimo disse...

É uma releitura? Intertexto? Achei magnífico, simplesmente me envolvi na sombra...
Sidnei