Pular para o conteúdo principal

child



seus olhos
[greens]
em mim
[mil olh
ares]
:
jades
two dr
ops
[faz-de-]contas
h
eras
co[o]lares


seus verdes
e
yes
[easy g
ames
]
:
íris-oásis
ímãs
rimas
talismãs

seu olh
ar [luck & lo
ok
]
por mim
[over and o
ver
]
:
clovers
[al]gemas
bolas de gude
balas de menta
playground
verdades
grades


valéria tarelho
para o guto, um menino lindo,
que tem a esperança no olhar
(thanks, g, for being my friend)

Comentários

Suzana Prado disse…
Val, toda vez q passo, vc sempre surpreende com novos olhares sob e sobre(tudo)...bjs, querida! Vc anda sumida !
O que foi isso, Val?
(rindo) Se eu não te conhecesse e soubesse que você consegue extrair beleza de tudo, ficaria surpreso!
Fala pra mim, como é que você consegue enxergar desse modo alguém tão comum assim?
Beijos, e pode ter certeza de que vou arrumar troco para isso!
Augusto Cézar C.L.
p.s.: Desculpe o comentário comum, ainda não caiu a ficha de que isso está acontecendo...
Guto Leite disse…
OI Val,
adorei novamente teus versos!! De tão bons, poderia me valer da homonímia e das desculpas ao sr. Augusto Cézar para poder dizer pra todo mundo que foi feito pra mim, rs... Brincadeirinha!!! Gostei da forma estilhaçada, do multilingüismo, das gradações dos adjetivos. Não gostei muito de alguns versos, amsi pela rítmica do que pelo que propunham... Mas, de qualquer forma, antológio o seu poema!!!!
Beijos e um bom fim de semana.
Moacir Caetano disse…
O endereço do meu blog mudou, tá?
agora é:

http://moacircaetano.zip.net

beijos!
Luís Miguel disse…
Oi, amiga.....
Faz tempo que não vinha cá… Estupidez minha, pois estás apenas à distância
de um "clik"... A tua escrita continua fluida e divina, como sempre.

Espero que esteja tudo bem contigo.. Beijinho, Val.
.
.