Pular para o conteúdo principal

senza te

pus um piercing no peito
lá dentro
perfurando o coração
um espeto
bem no centro
daquele tatoo
forever you

sem você
transpassei os limites
da sensatez


valéria tarelho

Comentários

Moacir Caetano disse…
e sensatez por acaso
tem substância?
se ultrapassa sem esforço...
não precisa flecha nem lança...
bastam umas poucas palavras...
um vinho, uma dança!
Ana Peluso disse…
no amor e desamor
nem sensatez tem limite
nem existe
ou transparece.
parece feita de idéia
que some à primeira lembrança.

~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~

adorei teu blog e teus poemas.
cheguei via Claudio Daniel.

beijo grande!
(vou te linkar)
Luís Miguel disse…
Constato que o bom gosto/senso da boa arte de escrever poesia, tem esta "textura" como endereço fixo.
.
.
Beijinho, amiga
.
.
sandra disse…
Maravilhosamente sensato! Limites são insensatos!! Beijos
suzana prado disse…
Eu não perdi tds os meus limites, fui multada por excesso de sensatez, rsrs, bjs!!