Pular para o conteúdo principal

autodefesa

da próxima vez
que o amor bater
em minha porta
atenderei
:
armada de cautela
usando colete
a prova de balelas


valéria tarelho

Comentários

Julliana disse…
Gravarei no córtex esse aí. Só sai com cirurgia.
Anônimo disse…
.. bateu? mas foi embora... então não era amorrrrr...
Olá, Valéria, estou por aqui passeando por suas lindíssimas e maravilhosas páginas.
Beijabrações
Luiz Alberto Machado
luiz: ei, acabei de ler um recadinho seu no orkut!! legal ver você por aqui ;o) !

beijabrações too!

jull: exagerada...mas é bom, sim, tomar certas precauções antes de abrir a porta para o "amor" passar [pode ser amor bandido..ui! rss]

beijulls!
anonymous:com certeza, mas acontece que algumas pessoas usam esse disfarce chamado amor quando querem roubar um coração, então, todo cuidado é pouco na hora que ele surgir. beijinho, da próxima vez "assassina" aí.
Geórgia disse…
Você é uma monstra! Literalmente alquimista das palavras. :)
Sergio Di Fiore disse…
Que dizer...
o de sempre:
Quando crescer, quero escrever assim!
Ah... tb. ganhou um link
E olha o esforço de descobrir como com essa gripe toda...rs ;o)
Decca disse…
oi,... faz tempo q sei de sua existência através do Moacir Caetano, diversas vezes me encantei com suas emoções através do encanto dele,... com o post de hj não foi diferente e como reseultado, mais um encantamento,... e daí resolvi vir até aq e "descubro" q vc (na)mora na mesma cidade em q eu (não na)moro,... q grata surpresa saber q repartirmos os atuais ares frescos de SJCampos,... beijos e parabéns por tamanho talento
Anônimo disse…
esse poema é um escândalo de escandaloso. eita, Valéria! show de bola. abçs, AC.