Pular para o conteúdo principal

quinze aninhos


uma orquídea
nas mãos

[outra oculta
:
casto botão 
entre coxas]

debutou
no tronco
do primeiro amor


valéria tarelho




             **         versão para adelaide do julinho, no multiply




Comentários

sidnei olivio disse…
Muito bonito, Val. Tanto o poema quanto a orquídea. De que forma está fixada no tronco de que árvore? rsss Sorry, papo de biólogo.
Beijos.
valéria tarelho disse…
Sid, se não me engano é um hibisco...acho que tenho foto dele, se encontrar te envio e o biólogo aí confirma [ou não] minhas suspeitas :)

bj