Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2009

no ar

convite para um suicídio: clique no banner




edição 34 - abril de 2009

temas:
por quê? a dificuldade do nãomuros

fantástica fábrica de chocolate

Jacquot: trufas francesas contra o tédio


passa-fora

passarinha no cio:
passo-pisco
passo-paquero
passo-assobio

piu-piiiiiiiiu !

bem-me-viu
o quero-quero
mas se fingiu
de (mor)cego



valéria tarelho
imagem original retirada daqui

julio cortázar

Caricatura de Cortázar, de Gilmar Fraga

PARA CRIS

Agora escrevo pássaros.
Não os vejo chegar, não escolho,
de repente estão aí,
um bando de palavras
a pousar
uma
por
uma
nos arames da página,
entre chilreios e bicadas, chuva de asas,
e eu sem pão para dar, tão somente
deixo-os vir. Talvez
seja isto uma árvore,

ou quem sabe,
o amor.

Tradução Sidnei Schneider, 2007


PARA CRIS

Ahora escribo pájaros.
No los veo venir, no los elijo,
de golpe están ahí, son esto,
una bandada de palabras
posándose
una
a
una
en los alambres de la página,
chirriando, picoteando, lluvia de alas
y yo sin pan que darles, solamente
dejándolos venir. Tal vez
sea eso un árbol

o tal vez
el amor.

Julio Cortázar, Cinco últimos poemas para Cris
Salvo el crepúsculo, 1984.

R.I.P.

epitáfio:"touché!"


plágio

susto
sentença
ou surto
o certo
é que foi súbito
(curto
-circo-circuito)
coisa de corte
co(m)média
contágio
choque
coisa de palco
(cartas
na manga)
(im)pulso
que sangra
e singra
artérias
das rimas

até a morte (po
ético-patética)
na cadeira elétrica
em completo
anonimato



valéria tarelho
*dedicado aos fakes, fracos, fiascos...